Ver o Bem  | por Karen Berg

A porção desta semana se chama Re´eh, que quer dizer “ver”. A maior parte desta história bíblica gira em torno da ideia de bênçãos e pragas, então, por que foi dado a ela o nome de Ver? Por que não chamar a porção: Bênçãos e Pragas?

Os kabalistas revelam que muito de nossa experiência na vida depende daquilo que nós escolhemos ver. Esta é a porção na qual o Rav Berg nasceu. Não é de admirar que ele muitas vezes dizia: “Se você procurar o bem, você o encontrará. Se você procurar o mal, é certo que o encontrará também.”  É verdade, que em cada pessoa e em cada situação, há o bem nela e há o mal. Este é o trato que nós fizemos quando comemos da Árvore do Conhecimento do bem e do mal, escolhemos uma realidade em que ambos devem existir, de forma que nós pudéssemos escolher.

Agora, nosso livre arbítrio é o trabalho de decidir focar no que nós queremos vivenciar. Mesmo quando chegam os momentos mais desafiadores da vida, nós sempre temos uma escolha: ver a dificuldade ou encontrar a oportunidade para o crescimento que existe nela. Dessa forma, podemos chegar a “ver” que a maior bênção de todas é entender que tudo e todos são uma bênção.

Quando Deus criou o os olhos do homem, Ele criou o maior veículo para apreciar a força da Luz. É através da visão que podemos apreciar os muitos milagres do Criador. No entanto, o olho é feito de preto e branco - nós vemos através do preto do olhos e não do branco. Porque o Criador, em Sua infinita sabedoria, nos revela que, sem a escuridão, é impossível apreciar a Luz.

Esta é uma semana poderosa que apoia nosso esforço com energia adicional para ver o bem em todas as coisas, de forma que possamos vivenciar o Criador em todas elas. Quantos segundos levamos para ver o que está errado em alguém? Quanto tempo levamos para julgar certa situação como “ruim”? Nesta semana, tenha um cuidado extra em remover julgamentos e noções pré-concebidas que acontecem quando estamos procurando por justiça, pelo que é certo.

Especialmente se você não gosta de alguém. Pode ser recompensador encontrar uma única coisa sobre essa pessoa que seja boa, e escolher focar nisso. Além disso, se você não puder achar nenhuma coisa, lembre-se: A faísca do Criador existe em cada pessoa, seja como for. Ao escolhermos ver a faísca do divino, revelaremos mais da Luz magnífica do Criador para nós mesmos e no mundo.

Que esta Luz, que é revelada ao usarmos nossos olhos para ver Deus em todas as pessoas, transforme a negatividade que existe em uma energia de natureza positiva.

 

 → clique aqui para ler outros artigos de Karen Berg

 

 

A porção desta semana se chama Re´eh, que quer dizer “ver”. A maior parte desta história bíblica gira em torno da ideia de bênçãos e pragas, então, por que foi dado a ela o nome de Ver? Por que não chamar a porção: Bênçãos e Pragas?

Os kabalistas revelam que muito de nossa experiência na vida depende daquilo que nós escolhemos ver. Esta é a porção na qual o Rav Berg nasceu. Não é de admirar que ele muitas vezes dizia: “Se você procurar o bem, você o encontrará. Se você procurar o mal, é certo que o encontrará também.”  É verdade, que em cada pessoa e em cada situação, há o bem nela e há o mal. Este é o trato que nós fizemos quando comemos da Árvore do Conhecimento do bem e do mal, escolhemos uma realidade em que ambos devem existir, de forma que nós pudéssemos escolher.

Agora, nosso livre arbítrio é o trabalho de decidir focar no que nós queremos vivenciar. Mesmo quando chegam os momentos mais desafiadores da vida, nós sempre temos uma escolha: ver a dificuldade ou encontrar a oportunidade para o crescimento que existe nela. Dessa forma, podemos chegar a “ver” que a maior bênção de todas é entender que tudo e todos são uma bênção.

Quando Deus criou o os olhos do homem, Ele criou o maior veículo para apreciar a força da Luz. É através da visão que podemos apreciar os muitos milagres do Criador. No entanto, o olho é feito de preto e branco - nós vemos através do preto do olhos e não do branco. Porque o Criador, em Sua infinita sabedoria, nos revela que, sem a escuridão, é impossível apreciar a Luz.

Esta é uma semana poderosa que apoia nosso esforço com energia adicional para ver o bem em todas as coisas, de forma que possamos vivenciar o Criador em todas elas. Quantos segundos levamos para ver o que está errado em alguém? Quanto tempo levamos para julgar certa situação como “ruim”? Nesta semana, tenha um cuidado extra em remover julgamentos e noções pré-concebidas que acontecem quando estamos procurando por justiça, pelo que é certo.

Especialmente se você não gosta de alguém. Pode ser recompensador encontrar uma única coisa sobre essa pessoa que seja boa, e escolher focar nisso. Além disso, se você não puder achar nenhuma coisa, lembre-se: A faísca do Criador existe em cada pessoa, seja como for. Ao escolhermos ver a faísca do divino, revelaremos mais da Luz magnífica do Criador para nós mesmos e no mundo.

Que esta Luz, que é revelada ao usarmos nossos olhos para ver Deus em todas as pessoas, transforme a negatividade que existe em uma energia de natureza positiva.

 

 → clique aqui para ler outros artigos de Karen Berg