Terreno Mais Elevado | por Karen Berg

Quando a majestosa águia careca levanta vôo de seu poleiro na montanha, sua velocidade e foco aparentam ser algo de outro mundo. A graça da águia e sua beleza são equivalentes apenas à sua precisão e poder. Tendo olhos seis vezes mais precisos que os humanos, eles são capazes de mergulhar para seu alvo alcançando velocidades acima das 100 milhas por hora. Parecem máquinas extraterrestres do futuro, possuindo supremacia e esplendor de outra dimensão. A águia nos ensina a importância do foco, velocidade e “leveza” no ar. Ela incorpora a maravilha de flutuar sem a restrição da gravidade. Elas são consideradas um das três bestas sagradas da natureza. Nossa missão na vida, também, entra em um foco preciso esta semana. Uma mudança em alta velocidade acelera cosmos adentro. Esta semana, começamos a implementar as mudanças necessárias para preparar o próximo capítulo de nossa jornada espiritual. Como a águia, o universo nos presenteia com olhos afiados para focar no futuro e na agilidade e velocidade para precisamente alcançar nosso alvo espiritual. Somos as águias desta semana. À medida que subimos para o destino divino que é nossa alma, alcançamos a conexão e a união com a fonte de todas as coisas, o Próprio Criador.

A porção e guia desta semana é Bamidbar. Bamidbar é a descrição de um estágio que é estabelecido adiante para nós no novo livro de Moisés, chamado o livro Números. Bamidbar é o primeiro capítulo neste novo livro e comumente significa “na natureza selvagem”. Aqui, os Israelitas estão viajando na natureza selvagem do deserto, forjando seu caminho espiritual, através do objetivo de alcançar a “Terra Prometida”, uma terra onde, satisfação, grande alegria, e felicidade reinavam supremos. A Terra Prometida é a manifestação da conexão e unificação com o Criador. E é o fim de toda dor, sofrimento, até mesmo a morte em si. Bamidbar é um tempo onde a jornada começa a intensificar, e os Israelitas finalmente começam a ver seu objetivo diante de seus olhos. Neste capítulo, os Israelitas são contados e organizados em acampamentos ao redor do Tabernáculo. Nós também aprendemos sobre a ascensão de um grupo especial de Israelitas e seu trabalho único com o Tabernáculo. Os Israelitas submetem-se à preparação para uma batalha espiritual. Eles são elevados, adquirindo a energia e informação necessárias para alcançar o próximo nível de transformação espiritual.

Nesta semana, é nosso momento também. O cosmos nos encoraja a reunir nossa informação, fazer nossos planos e começar a nossa ascensão, dando aquele próximo passo em nossa jornada espiritual. Esta porção é um presente vital do Criador, sempre nos é enviado antes da abertura cósmica de Shavuot, a abertura cósmica na qual nós recebemos a maior ferramenta, a própria Torah. Energeticamente Shavuot é quando alcançamos nosso pináculo, realizando o nível mais elevado que pode ser obtido através do ano. Em Shavuot, podemos acessar e unificar com a Luz do Criador, atraindo a energia da imortalidade e a remoção do caos do mundo. Esta semana, nossos olhos se afiam conforme voamos para alcançar o maior alvo espiritual, o Próprio Criador.

Após liberar o peso do mês anterior, a primeira semana de Gêmeos é um bem-vindo período mais leve. O Universo está nos assistindo com um necessário impulso de energia para ajudar a continuar nosso trabalho espiritual e alcançar nossos objetivos. Nós voamos alto conforme baixamos a tremenda Luz que nos ergue à um novo nível em nossa jornada individual. Nós podemos estar buscando nosso verdadeiro amor. Podemos estar procurando encontrar mais propósito em nossa carreira. Podemos estar ansiando por mais paz. Qualquer que possa ser nosso karma individual e propósito de vida, o objetivo Universal que todos nós compartilhamos é a união com o Criador. A base de nosso trabalho espiritual sempre tem sido juntar forças com esta energia, removendo apatia de nossos corações e qualquer espaço entre nós e nossos semelhantes. Desejamos pousar na Terra Prometida de satisfação, bênçãos e alegria verdadeira. Esta semana finalmente podemos ver o objetivo à distância. Sentimos o vento em nossas costas nos provendo com a energia necessária para alcançar nosso destino.

 Em nossa meditação esta semana, empreste os talentos da águia. Pegue a beleza, velocidade, leveza e foco dela. Você é leve e rápido. Você atravessa o ar, apto a ver milhas adiante. Detalhes do mundo e do seu futuro são vistos com clareza. Você tem foco como você nunca sentiu antes e poder como nunca conheceu. Esta semana, finalmente estique suas asas através do céu e tome um grande passo em sua jornada espiritual. Atravesse a distância e se conecte com a divindade interna esta semana. Sinta sua capacidade de amar expandir e a habilidade de amar seu próximo como a si mesmo entrar em seu coração. É quando estamos abertos à remover o espaço entre uns e os outros que estamos aptos a remover o espaço entre nós e o Criador.

Chegou o momento de alçar vôo do nosso nível e alcançar alturas novas em folha que nunca foram alcançadas antes. Esta semana, que possamos todos nós alcançar um terreno mais elevado.

 

Quando a majestosa águia careca levanta vôo de seu poleiro na montanha, sua velocidade e foco aparentam ser algo de outro mundo. A graça da águia e sua beleza são equivalentes apenas à sua precisão e poder. Tendo olhos seis vezes mais precisos que os humanos, eles são capazes de mergulhar para seu alvo alcançando velocidades acima das 100 milhas por hora. Parecem máquinas extraterrestres do futuro, possuindo supremacia e esplendor de outra dimensão. A águia nos ensina a importância do foco, velocidade e “leveza” no ar. Ela incorpora a maravilha de flutuar sem a restrição da gravidade. Elas são consideradas um das três bestas sagradas da natureza. Nossa missão na vida, também, entra em um foco preciso esta semana. Uma mudança em alta velocidade acelera cosmos adentro. Esta semana, começamos a implementar as mudanças necessárias para preparar o próximo capítulo de nossa jornada espiritual. Como a águia, o universo nos presenteia com olhos afiados para focar no futuro e na agilidade e velocidade para precisamente alcançar nosso alvo espiritual. Somos as águias desta semana. À medida que subimos para o destino divino que é nossa alma, alcançamos a conexão e a união com a fonte de todas as coisas, o Próprio Criador.

A porção e guia desta semana é Bamidbar. Bamidbar é a descrição de um estágio que é estabelecido adiante para nós no novo livro de Moisés, chamado o livro Números. Bamidbar é o primeiro capítulo neste novo livro e comumente significa “na natureza selvagem”. Aqui, os Israelitas estão viajando na natureza selvagem do deserto, forjando seu caminho espiritual, através do objetivo de alcançar a “Terra Prometida”, uma terra onde, satisfação, grande alegria, e felicidade reinavam supremos. A Terra Prometida é a manifestação da conexão e unificação com o Criador. E é o fim de toda dor, sofrimento, até mesmo a morte em si. Bamidbar é um tempo onde a jornada começa a intensificar, e os Israelitas finalmente começam a ver seu objetivo diante de seus olhos. Neste capítulo, os Israelitas são contados e organizados em acampamentos ao redor do Tabernáculo. Nós também aprendemos sobre a ascensão de um grupo especial de Israelitas e seu trabalho único com o Tabernáculo. Os Israelitas submetem-se à preparação para uma batalha espiritual. Eles são elevados, adquirindo a energia e informação necessárias para alcançar o próximo nível de transformação espiritual.

Nesta semana, é nosso momento também. O cosmos nos encoraja a reunir nossa informação, fazer nossos planos e começar a nossa ascensão, dando aquele próximo passo em nossa jornada espiritual. Esta porção é um presente vital do Criador, sempre nos é enviado antes da abertura cósmica de Shavuot, a abertura cósmica na qual nós recebemos a maior ferramenta, a própria Torah. Energeticamente Shavuot é quando alcançamos nosso pináculo, realizando o nível mais elevado que pode ser obtido através do ano. Em Shavuot, podemos acessar e unificar com a Luz do Criador, atraindo a energia da imortalidade e a remoção do caos do mundo. Esta semana, nossos olhos se afiam conforme voamos para alcançar o maior alvo espiritual, o Próprio Criador.

Após liberar o peso do mês anterior, a primeira semana de Gêmeos é um bem-vindo período mais leve. O Universo está nos assistindo com um necessário impulso de energia para ajudar a continuar nosso trabalho espiritual e alcançar nossos objetivos. Nós voamos alto conforme baixamos a tremenda Luz que nos ergue à um novo nível em nossa jornada individual. Nós podemos estar buscando nosso verdadeiro amor. Podemos estar procurando encontrar mais propósito em nossa carreira. Podemos estar ansiando por mais paz. Qualquer que possa ser nosso karma individual e propósito de vida, o objetivo Universal que todos nós compartilhamos é a união com o Criador. A base de nosso trabalho espiritual sempre tem sido juntar forças com esta energia, removendo apatia de nossos corações e qualquer espaço entre nós e nossos semelhantes. Desejamos pousar na Terra Prometida de satisfação, bênçãos e alegria verdadeira. Esta semana finalmente podemos ver o objetivo à distância. Sentimos o vento em nossas costas nos provendo com a energia necessária para alcançar nosso destino.

 Em nossa meditação esta semana, empreste os talentos da águia. Pegue a beleza, velocidade, leveza e foco dela. Você é leve e rápido. Você atravessa o ar, apto a ver milhas adiante. Detalhes do mundo e do seu futuro são vistos com clareza. Você tem foco como você nunca sentiu antes e poder como nunca conheceu. Esta semana, finalmente estique suas asas através do céu e tome um grande passo em sua jornada espiritual. Atravesse a distância e se conecte com a divindade interna esta semana. Sinta sua capacidade de amar expandir e a habilidade de amar seu próximo como a si mesmo entrar em seu coração. É quando estamos abertos à remover o espaço entre uns e os outros que estamos aptos a remover o espaço entre nós e o Criador.

Chegou o momento de alçar vôo do nosso nível e alcançar alturas novas em folha que nunca foram alcançadas antes. Esta semana, que possamos todos nós alcançar um terreno mais elevado.