O que é Kabbalah?

Depoimentos

“Sinto-me imensamente privilegiada e profundamente agradecida por fazer parte da geração alcançada pela luz através da Kab

Como começar?

Conheça os 3 passos para iniciar o estudo da Kabbalah:

Consciência Semanal

Se você já  teve o privilégio de ver alguma das mais belas montanhas do mundo, você deve saber do grande poder e beleza que possuem. Altas e grandiosas, elas são rainhas do céu e da terra. Mas curiosamente, as montanhas, mesmo as maiores, são formadas por muitas pedras pequenas. Nós falamos sobre isto na abertura cósmica de Yom Kipur. Uma pedra é formada do mesmo elemento, ou seja, da mesma essência da montanha da qual ela provém. Quando uma simples pedra retorna para a montanha, a pedra, mais uma vez, se torna a montanha. Nós também somos como esta pedra. Nós somos filhos do Criador, e a distância Dele pode nos fazer esquecer da nossa própria divindade. Mas de fato, nós somos uma centelha do Criador.  Nós somos Sua essência, e somos sagrados. A Torah ensina que o Sumo Sacerdote usava uma lâmina na qual se lia, “O Sagrado do Senhor.”  Não devemos pensar que somente o Sumo Sacerdote obtinha este título. Cada um de nós somos “O Sagrado do Senhor.” Nossa jornada espiritual, como pequenas pedras, é nos conscientizar de nossa divindade interior e fazer o caminho de volta para a montanha, recuperando nossa Herança Divina. Esta semana, o cosmos nos dá apoio para enxergar esta verdade. Chegou o momento  de reivindicar nossa Centelha Sagrada interna e despertar o Criador que permaneceu dormente por tempo demais.

A porção desta semana é Emor. Esta porção nos oferece uma vasta quantidade de Luz espiritual, uma das maiores de todo o ano. Ela discute as qualidades e características dos sacerdotes. Os Sacerdotes eram puros. Eles se comportavam, se vestiam e até mesmo comiam da maneira mais pura possível. Mas não devemos esquecer que estamos lendo sobre nós mesmos. Internamente, nós, também, somos puros, mesmo que externamente estejamos agindo de maneiras que não estão alinhadas com esta energia. Nós temos a divindade interna e quando agimos por meio da misericórdia, podemos permitir que a pureza e a santidade se manifestem externamente também. A porção de Emor também é especial pois discute todos os dias mais sagrados do ano. É conhecida por esta energia singular. Esta semana, a enorme Luz e santidade de todas as aberturas cósmicas estão entre nós. Aberturas cósmicas são  “janelas no tempo”, as quais são inestimáveis bênçãos. Elas nos oferecem renovação, purificação, abundância, alegria, milagres, liberdade e até um sabor da imortalidade. Estes são dias que podemos deliciar-nos na santidade e na Luz do Criador. Durante os “dias-sagrados”, somos colocados de volta na “montanha” a fim de nos reconectarmos e nos lembrarmos de nossa divindade. Nossa Centelha de Divindade é trazida à luz esta semana. O Criador quer que nos lembremos que somos seus filhos, e de acessar este grande poder para que possamos melhorar a vida dos outros, do mundo e as nossas próprias.

Em alguns momentos da vida, nos percebemos esquecendo essa mais verdadeira sabedoria. Pois nós temos uma outra parte de nós, o desejo de receber somente para nós mesmos, que pode nos afastar deste conhecimento e da energia do Criador. Podemos descobrir que após anos de escolhas, que não estão alinhados com amor e doação, tenha-nos feito esquecer quem nós somos em nossa essência. Pode parecer impossível para um filho ou uma filha de um rei jamais esquecer sua herança, mas pode acontecer. É quando compartilhamos e amamos que temos um vislumbre na divindade que temos internamente. O poder que temos para tornar este mundo e a vida dos outros melhores nos foi dado por nosso Pai, o Criador. Este foi o maior presente já dado. O poder do amor e de ser a Luz para os outros são as nossas qualidades mais sagradas. Nós podemos começar a seguir este caminho a qualquer momento. Santidade é nosso direito de nascença, e nós podemos ativá-la, mais uma vez.

Em suas meditações esta semana, vá até a maior montanha do mundo. Feche seus olhos, respire e viaje para o extremo oriente. Vá ao Himalaia e ao topo do poderoso Monte Evereste. Na sua imaginação, veja o mundo todo a seus pés e o Universo em suas mãos. O sol e a lua dançam à sua volta. Chegou a hora de recuperar a glória interna e acendê-la! Lembre-se  que você é uma centelha do Criador. Você tem o poder de amar infinitamente. Você tem o poder de enxugar as lágrimas e provocar um sorriso nos outros. Você tem a grande glória de ser capaz de mudar o mundo para melhor. Você pode escolher o amor ao invés do ódio. O Criador brilha de dentro para fora. A pureza de um coração bondoso, que se preocupa com os sentimentos e necessidade dos outros, é finalmente lembrada e restaurada. Você está de volta na montanha, e você se tornou um com o Criador. Amor é quem e o que você é. Sempre foi assim. Você é “O Sagrado do Senhor” porque o Senhor é sagrado.

Que não esqueçamos o quão especiais cada um de nós somos. Desta forma, podemos tratar uns aos outros com a dignidade humana que merecemos, trazendo um fim a esta dor e sofrimento desnecessários neste mundo.

Ao ver a divindade que existe no outro, podemos conhecer e recuperar a divindade que existe em nós mesmos.

→ clique aqui para ler outros artigos de Karen Berg

Cursos, Seminário e Eventos

Ferramentas Kabalísticas

Astrologia Kabalística

Os conhecimentos adquiridos a partir da leitura de um mapa...

Zohar

O Universo não começou com um átomo ou uma partícula...

72 Nomes

Os 72 Nomes de Deus não são nomes no sentido comum, são 72...

Ana Bekoach

O Ana Bekoach é talvez a oração mais poderosa de todo o...

Meditacão de Proteção

O que há de tão importante em uma simples fita vermelha...