Um Segredo da Reencarnação | Por Michael Berg

A porção Mishpatim começa com o Criador dizendo a Moisés, “Estas são as leis, as regras que você deve colocar diante deles.” No Zohar, Rav Shimon bar Yochai nos conta que o Criador, na realidade, estava pedindo a Moisés que explicasse as regras da reencarnação; se diz que Rav Shimon bar Yochai despertou os amigos, os alunos, e a nós, dizendo, “Agora é o tempo de revelar segredos ocultos sobre a reencarnação.” Como foi discutido nos primeiros parágrafos desta porção do Zohar, o Criador diz a Moisés que toda a Revelação no Sinai, não pode ser compreendida sem um profundo entendimento da reencarnação, e que ele precisa ensinar os Israelitas sobre isso. E esse  é um segredo deste Shabat; este é o Shabat em que todos os segredos da reencarnação podem ser revelados.

Eu quero falar sobre um dos segredos da reencarnação, que é discutido aqui. Como dissemos, Rav Shimon bar Yochai chama todas as almas dos Mundos Superiores, para revelar os segredos da reencarnação, e Moisés quer ser uma parte desta revelação. Moisés diz que toda a pessoa corrigida está destinada a ter controle sobre os Mundos Superiores e sobre os Mundos Inferiores. Mas, infelizmente, não é assim, porque quando uma pessoa está coberta por cascas formadas por ações baseadas no Desejo de Receber Somente Para Si, cada ação  baseada no Desejo de Receber Somente Para Si que ela pratica, se torna mais uma camada sobre ela.

Por que não estamos empolgados o tempo todo? Por que não temos inspiração o tempo todo? Por que não vemos ou entendemos tudo o que acontece à nossa volta, fisicamente ou espiritualmente? Porque, através de ações constantes do Desejo de Receber Somente Para Si, construímos sobre nós camadas, cada vez mais pesadas de klipot, de cascas, que causam nossa queda. Uma pessoa está destinada a ver os anjos que a rodeiam, mas, como fazemos consistentemente, trazemos sobre nós mais destas cascas pesadas e não os vemos, nem os ouvimos. E, por causa das ações negativas que continuamos fazendo, vamos adicionando estas cascas, estas camadas.

O Zohar diz que o segredo aqui é que não temos apenas as cascas desta encarnação, mas também temos cascas de encarnações anteriores. Moisés também está nos contando, que essa é uma parte do segredo da compreensão da reencarnação. Então, vamos entender. Por que, às vezes, estamos para baixo, sem inspiração, deprimidos, tristes, sentindo carência? Somente por uma razão: por causa destas klipot, destas cascas que, literalmente, estão nos oprimindo espiritualmente. E estas cascas não são apenas desta encarnação; elas são também de encarnações anteriores. Por isso, se nos impulsionarmos a compartilhar, podemos corrigir, não apenas as klipot desta encarnação, mas também as de encarnações anteriores.

Há certas horas em que estamos prestes a fazer algo que sabemos que não deveríamos, mas temos o desejo de fazê-lo de qualquer jeito, mesmo sabendo que é errado. Esse desejo, na realidade, está vindo das cascas desta e/ou de uma encarnação anterior; o que significa que, se caímos, não apenas nos prejudicamos novamente, como também perdemos a correção que possamos ter feito na última encarnação, ou nas últimas três, cinco ou cem.

E então, o Criador prepara cada dia para nós, perfeitamente, com a oportunidade de fazermos uma correção. Por exemplo: vamos dizer que hoje aconteça uma situação em que, num certo sentido, você tenha caído na sua última encarnação, e ela é preparada para você hoje, para que você possa corrigi-la. Você entra nessa situação, e está prestes a cair, mas então você se dá conta de que se falhar agora, você falhará não apenas por esta encarnação, como também pelas cinco ou dez encarnações passadas. Por isso, é importante que percebamos que a oportunidade de fazermos uma certa correção, pode não vir mais nesta vida e, espero, que comecemos a perceber a responsabilidade que temos com nossa alma, em todas as ações, todos os dias.

Esta é uma parte do segredo que Moisés nos revela neste Shabat. Temos que perceber que estas cascas que estão nos separando e nos puxando para baixo, não são apenas desta encarnação e, com isso, uma correção delas, não é uma correção apenas para esta encarnação. Quando nos sentimos para baixo, sem inspiração, pesados ou com carência, é porque estas cascas estão nos puxando para baixo, e temos oportunidades de corrigi-las no decorrer do nosso dia, para não cairmos.

Com toda a ação positiva que fazemos e toda ação negativa que paramos de fazer, corrigimos não apenas esta encarnação, mas também encarnações anteriores. E quanto retiramos estas cascas pesadas, começamos a ganhar uma conexão nova e direta com a Luz do Criador.

Este é o trabalho de compreendermos nossa encarnação. É uma maneira poderosa de começarmos a ver todos os aspectos de nossas vidas - trabalho espiritual, trabalho físico, relacionamentos. Estas cascas pesadas são a razão para a dificuldade em nossa vida, são a razão de sermos oprimidos, e são o que estamos destinados a corrigir... mas não se trata apenas do agora. Se trata sempre de todas as encarnações anteriores. E nosso dia está configurado, perfeitamente, para nos dar a oportunidade de corrigir.

Deste Shabat, podemos atrair uma visão, uma compreensão, e clareza sobre nossas vidas hoje, que se relacionam com tudo o que tem acontecido com nossa alma até agora. E através disso, receberemos a força, a capacidade e a Luz para impulsionar quando precisarmos e de persistirmos para não cairmos.

→ clique aqui para ler outros artigos de Michael Berg

 

A porção Mishpatim começa com o Criador dizendo a Moisés, “Estas são as leis, as regras que você deve colocar diante deles.” No Zohar, Rav Shimon bar Yochai nos conta que o Criador, na realidade, estava pedindo a Moisés que explicasse as regras da reencarnação; se diz que Rav Shimon bar Yochai despertou os amigos, os alunos, e a nós, dizendo, “Agora é o tempo de revelar segredos ocultos sobre a reencarnação.” Como foi discutido nos primeiros parágrafos desta porção do Zohar, o Criador diz a Moisés que toda a Revelação no Sinai, não pode ser compreendida sem um profundo entendimento da reencarnação, e que ele precisa ensinar os Israelitas sobre isso. E esse  é um segredo deste Shabat; este é o Shabat em que todos os segredos da reencarnação podem ser revelados.

Eu quero falar sobre um dos segredos da reencarnação, que é discutido aqui. Como dissemos, Rav Shimon bar Yochai chama todas as almas dos Mundos Superiores, para revelar os segredos da reencarnação, e Moisés quer ser uma parte desta revelação. Moisés diz que toda a pessoa corrigida está destinada a ter controle sobre os Mundos Superiores e sobre os Mundos Inferiores. Mas, infelizmente, não é assim, porque quando uma pessoa está coberta por cascas formadas por ações baseadas no Desejo de Receber Somente Para Si, cada ação  baseada no Desejo de Receber Somente Para Si que ela pratica, se torna mais uma camada sobre ela.

Por que não estamos empolgados o tempo todo? Por que não temos inspiração o tempo todo? Por que não vemos ou entendemos tudo o que acontece à nossa volta, fisicamente ou espiritualmente? Porque, através de ações constantes do Desejo de Receber Somente Para Si, construímos sobre nós camadas, cada vez mais pesadas de klipot, de cascas, que causam nossa queda. Uma pessoa está destinada a ver os anjos que a rodeiam, mas, como fazemos consistentemente, trazemos sobre nós mais destas cascas pesadas e não os vemos, nem os ouvimos. E, por causa das ações negativas que continuamos fazendo, vamos adicionando estas cascas, estas camadas.

O Zohar diz que o segredo aqui é que não temos apenas as cascas desta encarnação, mas também temos cascas de encarnações anteriores. Moisés também está nos contando, que essa é uma parte do segredo da compreensão da reencarnação. Então, vamos entender. Por que, às vezes, estamos para baixo, sem inspiração, deprimidos, tristes, sentindo carência? Somente por uma razão: por causa destas klipot, destas cascas que, literalmente, estão nos oprimindo espiritualmente. E estas cascas não são apenas desta encarnação; elas são também de encarnações anteriores. Por isso, se nos impulsionarmos a compartilhar, podemos corrigir, não apenas as klipot desta encarnação, mas também as de encarnações anteriores.

Há certas horas em que estamos prestes a fazer algo que sabemos que não deveríamos, mas temos o desejo de fazê-lo de qualquer jeito, mesmo sabendo que é errado. Esse desejo, na realidade, está vindo das cascas desta e/ou de uma encarnação anterior; o que significa que, se caímos, não apenas nos prejudicamos novamente, como também perdemos a correção que possamos ter feito na última encarnação, ou nas últimas três, cinco ou cem.

E então, o Criador prepara cada dia para nós, perfeitamente, com a oportunidade de fazermos uma correção. Por exemplo: vamos dizer que hoje aconteça uma situação em que, num certo sentido, você tenha caído na sua última encarnação, e ela é preparada para você hoje, para que você possa corrigi-la. Você entra nessa situação, e está prestes a cair, mas então você se dá conta de que se falhar agora, você falhará não apenas por esta encarnação, como também pelas cinco ou dez encarnações passadas. Por isso, é importante que percebamos que a oportunidade de fazermos uma certa correção, pode não vir mais nesta vida e, espero, que comecemos a perceber a responsabilidade que temos com nossa alma, em todas as ações, todos os dias.

Esta é uma parte do segredo que Moisés nos revela neste Shabat. Temos que perceber que estas cascas que estão nos separando e nos puxando para baixo, não são apenas desta encarnação e, com isso, uma correção delas, não é uma correção apenas para esta encarnação. Quando nos sentimos para baixo, sem inspiração, pesados ou com carência, é porque estas cascas estão nos puxando para baixo, e temos oportunidades de corrigi-las no decorrer do nosso dia, para não cairmos.

Com toda a ação positiva que fazemos e toda ação negativa que paramos de fazer, corrigimos não apenas esta encarnação, mas também encarnações anteriores. E quanto retiramos estas cascas pesadas, começamos a ganhar uma conexão nova e direta com a Luz do Criador.

Este é o trabalho de compreendermos nossa encarnação. É uma maneira poderosa de começarmos a ver todos os aspectos de nossas vidas - trabalho espiritual, trabalho físico, relacionamentos. Estas cascas pesadas são a razão para a dificuldade em nossa vida, são a razão de sermos oprimidos, e são o que estamos destinados a corrigir... mas não se trata apenas do agora. Se trata sempre de todas as encarnações anteriores. E nosso dia está configurado, perfeitamente, para nos dar a oportunidade de corrigir.

Deste Shabat, podemos atrair uma visão, uma compreensão, e clareza sobre nossas vidas hoje, que se relacionam com tudo o que tem acontecido com nossa alma até agora. E através disso, receberemos a força, a capacidade e a Luz para impulsionar quando precisarmos e de persistirmos para não cairmos.

→ clique aqui para ler outros artigos de Michael Berg