Nós podemos alcançar o nível de inspiração divina | Michael Berg

A porção de Kedoshim começa com uma afirmação sobre santidade: “Sereis santos, porque eu, o Senhor seu Deus, sou santo”, e a própria palavra “kedoshim” significa “santos”.
Claramente, portanto, essa é uma porção que compartilha segredos sobre a santidade, e o que ela significa.

Rav Chaim Vital escreveu um livro chamado Shaarei Kedusha, Portões da Santidade, no qual está escrito que toda pessoa pode e deve merecer Ruach HaKodesh, inspiração divina. Ter Ruach HaKodesh significa estar constantemente e completamente conectado à Luz do Criador.  Então, como fazemos isso?  A porção de Kedoshim deixa claro que fazemos isso nos tornando santos.  Mas antes que possamos tentar entender o que significa ser santo e, em seguida, quais os passos para fazer isso, temos que saber que esse é um objetivo tangível.

Há algo de especial na leitura e no Shabat de Kedoshim.  Muitas vezes, em toda a Torah, o Criador diz a Moisés para falar algo aos israelitas; no entanto, essa é uma das poucas vezes em que o Criador chama todos para que Moisés lhes dê uma mensagem.  O Criador queria que todos se reunissem para que cada um de nós ouvisse que podemos  merecer Ruach HaKodesh, uma completa e total conexão com a Luz.  E para chegar a esse lugar, primeiro precisamos saber que temos essa capacidade e habilidade.  Infelizmente, o que acontece é que o Lado Negativo nos diz que não podemos nos elevar muito espiritualmente, que há um limite, então, nós acreditamos e não trabalhamos para atingir esse nível.

Mas a porção de Kedoshim nos ensina que cada um de nós pode aprofundar essa conexão, e como o Ohr HaChayim, o grande kabalista Rav Chaim ben Attar explica: esse é um processo de aprendizagem ao longo da vida. Temos que saber e nunca esquecer que não importa onde estamos agora mesmo em nosso trabalho espiritual, cada um de nós pode e está destinado a chegar a esse nível de Ruach HaKodesh, inspiração divina.  Precisamos saber que, mesmo que não seja amanhã ou no próximo ano, alcançar esse nível está em nosso futuro. Ter esse conhecimento afeta como nos permitimos agir e como direcionar nossas vidas.

No Shabat Kedoshim, podemos começar a ter clareza sobre o fato de que é possível para cada um de nós alcançar o nível de Ruach HaKodesh.

Espero que esse entendimento nos ajude a mudar a forma como conduzimos nossas vidas, porque enquanto não acreditarmos que temos a capacidade de alcançar o nível de  inspiração divina, nós nos permitiremos agir de formas que nos impedem de chegar lá.

→ clique aqui para ler outros artigos de Michael Berg

 

A porção de Kedoshim começa com uma afirmação sobre santidade: “Sereis santos, porque eu, o Senhor seu Deus, sou santo”, e a própria palavra “kedoshim” significa “santos”.
Claramente, portanto, essa é uma porção que compartilha segredos sobre a santidade, e o que ela significa.

Rav Chaim Vital escreveu um livro chamado Shaarei Kedusha, Portões da Santidade, no qual está escrito que toda pessoa pode e deve merecer Ruach HaKodesh, inspiração divina. Ter Ruach HaKodesh significa estar constantemente e completamente conectado à Luz do Criador.  Então, como fazemos isso?  A porção de Kedoshim deixa claro que fazemos isso nos tornando santos.  Mas antes que possamos tentar entender o que significa ser santo e, em seguida, quais os passos para fazer isso, temos que saber que esse é um objetivo tangível.

Há algo de especial na leitura e no Shabat de Kedoshim.  Muitas vezes, em toda a Torah, o Criador diz a Moisés para falar algo aos israelitas; no entanto, essa é uma das poucas vezes em que o Criador chama todos para que Moisés lhes dê uma mensagem.  O Criador queria que todos se reunissem para que cada um de nós ouvisse que podemos  merecer Ruach HaKodesh, uma completa e total conexão com a Luz.  E para chegar a esse lugar, primeiro precisamos saber que temos essa capacidade e habilidade.  Infelizmente, o que acontece é que o Lado Negativo nos diz que não podemos nos elevar muito espiritualmente, que há um limite, então, nós acreditamos e não trabalhamos para atingir esse nível.

Mas a porção de Kedoshim nos ensina que cada um de nós pode aprofundar essa conexão, e como o Ohr HaChayim, o grande kabalista Rav Chaim ben Attar explica: esse é um processo de aprendizagem ao longo da vida. Temos que saber e nunca esquecer que não importa onde estamos agora mesmo em nosso trabalho espiritual, cada um de nós pode e está destinado a chegar a esse nível de Ruach HaKodesh, inspiração divina.  Precisamos saber que, mesmo que não seja amanhã ou no próximo ano, alcançar esse nível está em nosso futuro. Ter esse conhecimento afeta como nos permitimos agir e como direcionar nossas vidas.

No Shabat Kedoshim, podemos começar a ter clareza sobre o fato de que é possível para cada um de nós alcançar o nível de Ruach HaKodesh.

Espero que esse entendimento nos ajude a mudar a forma como conduzimos nossas vidas, porque enquanto não acreditarmos que temos a capacidade de alcançar o nível de  inspiração divina, nós nos permitiremos agir de formas que nos impedem de chegar lá.

→ clique aqui para ler outros artigos de Michael Berg