Devido a pandemia global de covid-19 todas nossas aulas tem ocorrido online através da nossa plataforma EAD. Clique aqui para acessar.
Lembre-se que seu apoio é fundamental para a manutenção do Kabbalah Centre, principalmente neste momento. Se quiser ser parte de nossos projetos, doe aqui!

Não há necessidade de movimento | por Michael Berg

A porção de Emor, em sua leitura literal, parece estar falando apenas dos sarcedotes ou da família de sarcedotes. Mas como falamos nos últimos anos, ela se baseia, na verdade, no conceito de Rav Ashlag em The Wisdom of Truth (A Sabedoria da Verdade), chamado mamlechet konanim, que significa um grupo de pessoas que decidem se separar e se elevar para se tornarem canais maiores e mais fortes para a Luz do Criador.

Portanto, o ensino que quero compartilhar é especialmente para aqueles que escolheram fazer parte deste mamlechet konanim, aqueles que escolheram estabelecer uma conexão com a Luz do Criador e a revelação desta Luz neste mundo como sua prioridade.

Há uma citação do Magid de Mezeritch, que é um conceito bonito que Rav Ashlag compartilha: "Ouvi do Magid de Mezeritch que no Mundo Infinito não há possibilidade de movimento, porque para onde o Mundo Infinito iria? O Mundo Infinito é chamado de paz ou descanso, porque não pode haver nenhum movimento e, portanto, o Shabat é chamado de Dia de Descanso ou Paz". O que isso significa? O Desejo de Receber Apenas para Si Mesmo nos diz que precisamos fazer algo para ter felicidade, realização e alegria: eu tenho que fazer isso, tenho que me mudar para lá, tenho que fazer essas coisas... tenho que ter movimento.

Mas o que significa movimento? Significa que há uma falta. Se você está completamente satisfeito - e tenho certeza de que todos nós já tivemos esses momentos em que você se sente completamente satisfeito - não precisa ir a lugar algum. Você pode sentar na sua cadeira e ficar completamente feliz. Movimento significa que há uma falta, e por haver uma falta, tenho que me mover para suprir essa falta. Isso significa que eu não estou conectado à Luz do Criador.

Porque se eu estou conectado à Luz do Criador e se a Luz do Criador está em toda parte, isso significa que eu sou capaz de conectar-me bem aqui, enquanto estou sentado nesta cadeira sem precisar ir a outro lugar, ou fazer outra coisa, ou estar com outra pessoa: não há necessidade de movimento. Se sabemos que algo mais positivo virá para mim onde estou agora, isso significa que onde estou agora não está completo, porque o movimento não existe no Mundo Infinito.

O Magid de Mezeritch diz, Rav Ashlag nos conta, que "não há movimento em questões espirituais no Mundo Infinito, porque há perfeição completa". Se você se move, ou mesmo se deseja se mover, significa que você tem falta e precisa preenchê-la com alguma forma de movimento. E essa é a fonte de todas a escuridão e julgamento neste mundo. Você precisa pelo menos chegar ao ponto de perceber que não precisa de mais nada, não precisa de mais ninguém, exceto sua conexão com a Luz do Criador. Porque a Luz está aqui; você não precisa sair pela porta ou ir a qualquer lugar para obtê-la. Você tem que perceber que, como a Luz do Criador está disponível para você a qualquer momento, realmente não há necessidade de movimento.

Não apenas isso, mas desde que você pense que há necessidade de movimento, que eu preciso fazer isso ou preciso ir lá para ser feliz, o que você está dizendo é: "A Luz do Criador não está aqui. Não está aqui neste momento". No entanto, a verdade é que não há nada além da Luz do Criador, o que significa que, neste momento, aqui e agora, não preciso ir a lugar algum e posso ter completa unificação com a Luz do Criador e estar completamente realizado.

Se você entende que a totalidade da Luz do Criador está aqui o tempo todo e que você pode manifestá-la através de suas ações, pensamentos e palavras, aqui e agora, então finalmente você sabe que não precisa de movimento para estar completamente conectado à Luz do Criador. Portanto, se você estiver em um estado verdadeiramente espiritual, saberá que não é necessário movimento. Agora é verdade, novamente, que a maioria de nós não conseguirá chegar lá em um momento, não conseguirá chegar lá em um dia, mas esse é o lugar que queremos chegar.

Podemos começar a chegar lá limitando a quantidade de coisas que fazemos que são de movimento, como: ”Oh, deixe-me fazer isso para que essa pessoa pense isso sobre mim ou diga aquilo sobre mim, ou deixe-me fazer isso para que eu possa obter essa coisa para que eu possa ter mais satisfação”.

Outra coisa que Rav Ashlag diz é: "O que é o descanso espiritual supremo?". O descanso espiritual definitivo é quando você sabe que nunca irá parar de se conectar ou de fazer o trabalho espiritual. Porque descanso significa que você realmente sabe que não há nada fora de si e sua conexão com a Luz do Criador que você precisa para se realizar.

Se você o entende e sabe que se você deseja se conectar ao Mundo Infinito, lembre-se de que não pode haver nenhum movimento no Mundo Infinito, porque a totalidade dessa Luz, dessa felicidade e dessa conexão é perfeita, então, não há necessidade de movimento ou ação adicional.

Assim, a primeira coisa é entender para onde precisamos ir (e esse é nosso objetivo espiritual): voltar a uma conexão com o Mundo Infinito, a ser separado dos julgamentos deste mundo. Começa com a consciência de que no Mundo Infinito não há movimento. Significa que a consciência do Mundo Infinito é uma consciência de que não preciso de nada fora de mim para realização completa. Então, você deve restringir as ações que realiza agora as quais entende que não são dessa Luz Infinita, mas sim do lado negativo, como: “Eu preciso que essa pessoa esteja dizendo essas coisas ou pensando essas coisas; eu tenho que ter isso para ter satisfação”.

Quando uma pessoa começa a despertar essa consciência do conhecimento de que uma conexão com a totalidade da Luz do Criador está disponível para ela aqui, agora, ela está se separando dos julgamentos e da negatividade deste mundo.

E, portanto, se queremos ser mamlechet konanim, uma parte daquelas almas únicas que não apenas tornam sua prioridade uma conexão com a Luz do Criador, mas também revelam essa Luz neste mundo, precisamos ter certeza de que estamos arraigando em nossa consciência esta compreensão de que não pode haver nenhum movimento, que não há nada que precisamos, ou que alguém precise, que esteja fora de onde estamos agora e de nossa conexão com a Luz do Criador.

Neste Shabat, é como o Criador nos diz: "Deixe-me elevar todos, quem quiser, para se tornar parte deste mamlechet konanim, este estado elevado". Como você se eleva acima do julgamento e da escuridão deste mundo? Quando você é capaz de entender essa consciência e restringir as ações que são opostas a ela.

→ clique aqui para ler outros artigos de Michael Berg

 

A porção de Emor, em sua leitura literal, parece estar falando apenas dos sarcedotes ou da família de sarcedotes. Mas como falamos nos últimos anos, ela se baseia, na verdade, no conceito de Rav Ashlag em The Wisdom of Truth (A Sabedoria da Verdade), chamado mamlechet konanim, que significa um grupo de pessoas que decidem se separar e se elevar para se tornarem canais maiores e mais fortes para a Luz do Criador.

Portanto, o ensino que quero compartilhar é especialmente para aqueles que escolheram fazer parte deste mamlechet konanim, aqueles que escolheram estabelecer uma conexão com a Luz do Criador e a revelação desta Luz neste mundo como sua prioridade.

Há uma citação do Magid de Mezeritch, que é um conceito bonito que Rav Ashlag compartilha: "Ouvi do Magid de Mezeritch que no Mundo Infinito não há possibilidade de movimento, porque para onde o Mundo Infinito iria? O Mundo Infinito é chamado de paz ou descanso, porque não pode haver nenhum movimento e, portanto, o Shabat é chamado de Dia de Descanso ou Paz". O que isso significa? O Desejo de Receber Apenas para Si Mesmo nos diz que precisamos fazer algo para ter felicidade, realização e alegria: eu tenho que fazer isso, tenho que me mudar para lá, tenho que fazer essas coisas... tenho que ter movimento.

Mas o que significa movimento? Significa que há uma falta. Se você está completamente satisfeito - e tenho certeza de que todos nós já tivemos esses momentos em que você se sente completamente satisfeito - não precisa ir a lugar algum. Você pode sentar na sua cadeira e ficar completamente feliz. Movimento significa que há uma falta, e por haver uma falta, tenho que me mover para suprir essa falta. Isso significa que eu não estou conectado à Luz do Criador.

Porque se eu estou conectado à Luz do Criador e se a Luz do Criador está em toda parte, isso significa que eu sou capaz de conectar-me bem aqui, enquanto estou sentado nesta cadeira sem precisar ir a outro lugar, ou fazer outra coisa, ou estar com outra pessoa: não há necessidade de movimento. Se sabemos que algo mais positivo virá para mim onde estou agora, isso significa que onde estou agora não está completo, porque o movimento não existe no Mundo Infinito.

O Magid de Mezeritch diz, Rav Ashlag nos conta, que "não há movimento em questões espirituais no Mundo Infinito, porque há perfeição completa". Se você se move, ou mesmo se deseja se mover, significa que você tem falta e precisa preenchê-la com alguma forma de movimento. E essa é a fonte de todas a escuridão e julgamento neste mundo. Você precisa pelo menos chegar ao ponto de perceber que não precisa de mais nada, não precisa de mais ninguém, exceto sua conexão com a Luz do Criador. Porque a Luz está aqui; você não precisa sair pela porta ou ir a qualquer lugar para obtê-la. Você tem que perceber que, como a Luz do Criador está disponível para você a qualquer momento, realmente não há necessidade de movimento.

Não apenas isso, mas desde que você pense que há necessidade de movimento, que eu preciso fazer isso ou preciso ir lá para ser feliz, o que você está dizendo é: "A Luz do Criador não está aqui. Não está aqui neste momento". No entanto, a verdade é que não há nada além da Luz do Criador, o que significa que, neste momento, aqui e agora, não preciso ir a lugar algum e posso ter completa unificação com a Luz do Criador e estar completamente realizado.

Se você entende que a totalidade da Luz do Criador está aqui o tempo todo e que você pode manifestá-la através de suas ações, pensamentos e palavras, aqui e agora, então finalmente você sabe que não precisa de movimento para estar completamente conectado à Luz do Criador. Portanto, se você estiver em um estado verdadeiramente espiritual, saberá que não é necessário movimento. Agora é verdade, novamente, que a maioria de nós não conseguirá chegar lá em um momento, não conseguirá chegar lá em um dia, mas esse é o lugar que queremos chegar.

Podemos começar a chegar lá limitando a quantidade de coisas que fazemos que são de movimento, como: ”Oh, deixe-me fazer isso para que essa pessoa pense isso sobre mim ou diga aquilo sobre mim, ou deixe-me fazer isso para que eu possa obter essa coisa para que eu possa ter mais satisfação”.

Outra coisa que Rav Ashlag diz é: "O que é o descanso espiritual supremo?". O descanso espiritual definitivo é quando você sabe que nunca irá parar de se conectar ou de fazer o trabalho espiritual. Porque descanso significa que você realmente sabe que não há nada fora de si e sua conexão com a Luz do Criador que você precisa para se realizar.

Se você o entende e sabe que se você deseja se conectar ao Mundo Infinito, lembre-se de que não pode haver nenhum movimento no Mundo Infinito, porque a totalidade dessa Luz, dessa felicidade e dessa conexão é perfeita, então, não há necessidade de movimento ou ação adicional.

Assim, a primeira coisa é entender para onde precisamos ir (e esse é nosso objetivo espiritual): voltar a uma conexão com o Mundo Infinito, a ser separado dos julgamentos deste mundo. Começa com a consciência de que no Mundo Infinito não há movimento. Significa que a consciência do Mundo Infinito é uma consciência de que não preciso de nada fora de mim para realização completa. Então, você deve restringir as ações que realiza agora as quais entende que não são dessa Luz Infinita, mas sim do lado negativo, como: “Eu preciso que essa pessoa esteja dizendo essas coisas ou pensando essas coisas; eu tenho que ter isso para ter satisfação”.

Quando uma pessoa começa a despertar essa consciência do conhecimento de que uma conexão com a totalidade da Luz do Criador está disponível para ela aqui, agora, ela está se separando dos julgamentos e da negatividade deste mundo.

E, portanto, se queremos ser mamlechet konanim, uma parte daquelas almas únicas que não apenas tornam sua prioridade uma conexão com a Luz do Criador, mas também revelam essa Luz neste mundo, precisamos ter certeza de que estamos arraigando em nossa consciência esta compreensão de que não pode haver nenhum movimento, que não há nada que precisamos, ou que alguém precise, que esteja fora de onde estamos agora e de nossa conexão com a Luz do Criador.

Neste Shabat, é como o Criador nos diz: "Deixe-me elevar todos, quem quiser, para se tornar parte deste mamlechet konanim, este estado elevado". Como você se eleva acima do julgamento e da escuridão deste mundo? Quando você é capaz de entender essa consciência e restringir as ações que são opostas a ela.

→ clique aqui para ler outros artigos de Michael Berg