Devido a pandemia global de covid-19 todas nossas aulas tem ocorrido online através da nossa plataforma EAD. Clique aqui para acessar.
Lembre-se que seu apoio é fundamental para a manutenção do Kabbalah Centre, principalmente neste momento. Se quiser ser parte de nossos projetos, doe aqui!

Construir uma Ponte de Certeza | por Michael Berg

A porção desta semana começa com uma discussão sobre o que é chamado de shmitah, o sétimo ano em que nenhum trabalho na terra deve ser feito. Você pode trabalhar por seis anos, mas no sétimo você deve parar.

Naquela época, quase toda a comida vinha dos campos em que trabalhavam; a maioria das pessoas eram fazendeiros e vendiam o que quer que tivessem de extra para outras pessoas. Essencialmente, se eles não trabalhassem em seus campos, eles não comeriam. Mas o Criador diz a eles: embora seja assim que vocês ganham a vida, vocês não podem trabalhar no sétimo ano. Isso pode ser um grande problema para eles, porque se você não trabalhar no sétimo ano, você certamente não terá comida no oitavo ano, e então a comida não virá até o nono ano, porque vocês terão que trabalhar todo o oitavo ano.

Mas o Criador diz a eles que não se preocupem, porque, milagrosamente, eles terão comida. Relacionando isso com nossas vidas hoje, seria como se o Criador viesse até você e dissesse: em qualquer negócio que você esteja, o que quer que esteja fazendo, pare de trabalhar por três anos, mas você, ainda assim, terá milagrosamente sustento. Quem seria capaz de fazer isso?

Rav Ashlag fala de um conceito chamado emunah lemala min hada'at, certeza além da lógica. Quando a maioria das pessoas pensa em certeza, tem alguma base na realidade. Entretanto, emunah lemala min hada'at, certeza além da lógica, é quando todas as indicações físicas lhe dizem uma coisa e você empurra sua certeza para o oposto. Há certeza no âmbito da lógica, por exemplo. Ou seja, estou fazendo algo e isso faz sentido. Provavelmente funcionará, mas de qualquer forma eu vou trazer certeza para que isso aconteça. Mas isso não é certeza além da lógica.

A certeza além da lógica é quando todos os indicadores físicos lhe dizem que algo não vai acontecer e, ainda assim, você desperta sua certeza de que isso acontecerá. Esse é o tipo de certeza que o processo de shmitah deveria trazer. Através disso, o Criador está nos dizendo que se quisermos chegar ao propósito para o qual nossa alma veio a este mundo e elevar-se para onde precisamos estar, temos que estar constantemente fazendo ações que nos levem à certeza além da lógica.

Todo o propósito de shmitah, todo o segredo deste ensinamento, não é sobre a terra ou sobre o trabalho na terra. Fisicamente, não há dinheiro ou comida entrando - o negócio está fechado, a terra não está sendo trabalhada, e logicamente achamos que nada virá disso e passaremos fome. Shmitah, portanto, é sobre um indivíduo, nós, empurrando-nos para esta certeza além da lógica, empurrando-nos, neste caso, para sermos capazes de manter a certeza completa além da lógica de que haverá sustento.

Todos nós que estudamos no  ouvimos falar de certeza. Nós sabemos a importância da certeza: se você quer atrair a Luz do Criador, você tem que despertar a certeza. Nós vemos isso como uma ferramenta dentre todo o trabalho espiritual que fazemos. Fazemos ações de compartilhar, nós nos conectamos com o Zohar, oramos, conectamos com o Shabat, e temos certeza. A certeza é uma das ferramentas que usamos para nos conectar com a Luz do Criador. Mas isso é um grande erro.

Rav Ashlag ensina  - e esta é a compreensão fundamental que esperamos mudar e incorporar neste Shabat - que o único propósito de tudo o que fazemos, o único propósito pelo qual viemos a este mundo, o único propósito de nosso trabalho espiritual, é uma coisa: crescer em nossa certeza além da lógica. É só isso.

Ele usa uma linda parábola que diz que é como se vivêssemos em uma pequena aldeia que está sendo atacada o tempo todo. E podemos ver o palácio do rei, a Luz do Criador, de onde estamos. Mas entre onde estamos e o palácio do rei há um enorme oceano tempestuoso, com ondas muito altas. Algumas pessoas tentam atravessar o oceano para ver o palácio do rei, mas todos se afogam. No entanto, há apenas uma pequena ponte que leva da aldeia onde vivemos até o palácio do rei; do mundo do Desejo de Receber para Si Mesmo para o mundo da Luz do Criador. E essa ponte, diz Rav Ashlag, a única ponte que pode levá-lo até lá, é emunah lemala min hada'at, certeza além da lógica.

Não há outra maneira de atravessar. Alguém pode ser a pessoa mais justa do mundo, pode fazer ações de compartilhar todo dia e toda noite, ele pode se conectar com o Zohar o dia todo e a noite toda, mas se ele não tiver certeza ou se tiver apenas um pouco de certeza, nunca vai atravessar o oceano. Sabemos que é um oceano difícil, mas achamos que se construirmos ações suficientes de conexão, ações suficientes de compartilhar, ações suficientes de oração, de ler o suficiente do Zohar, esse barco nos levará para o outro lado. Mas nunca nos levará! 

E agora entendemos que é disso que se trata a vida. Ter momentos em que a lógica diz uma coisa, mas você diz: Não! Estou empurrando minha consciência agora para a certeza além da lógica. Por quê? Porque essa é a única razão pela qual estou neste mundo. Eu posso ser a pessoa mais espiritual do mundo, mas se a minha certeza além da lógica não estiver crescendo, não vou ultrapassar essa ponte para conectar-me com a Luz do Criador.

Tudo o que fazemos, todo o trabalho espiritual, todo o estudo espiritual, todas as ações de compartilhar, todas as conexões que fazemos, são para um propósito: nos dar força para nos empenharmos em  ter a certeza além da lógica. Há apenas uma pequena ponte que pode nos levar de onde estamos para o palácio do rei, e isso é certeza além da lógica. E, portanto, esse tem que ser o foco singular e completo de nosso trabalho espiritual. É uma oportunidade tremendamente empolgante que temos neste Shabat. Tudo o que fazemos, todo o nosso trabalho espiritual, é nos levar à certeza além da lógica. E b'zrat Hashem, todos nós podemos merecer, em qualquer grau que pudermos, para fortalecê-la e cultivá-la.

Mas o mais importante: precisamos entender realmente que isso é tudo. Temos que aproveitar essas oportunidades. Há apenas uma ponte entre a aldeia problemática em que vivemos e o palácio do rei, a Luz do Criador, e essa ponte é certeza além da lógica.

 

→ clique aqui para ler outros artigos de Michael Berg

 

A porção desta semana começa com uma discussão sobre o que é chamado de shmitah, o sétimo ano em que nenhum trabalho na terra deve ser feito. Você pode trabalhar por seis anos, mas no sétimo você deve parar.

Naquela época, quase toda a comida vinha dos campos em que trabalhavam; a maioria das pessoas eram fazendeiros e vendiam o que quer que tivessem de extra para outras pessoas. Essencialmente, se eles não trabalhassem em seus campos, eles não comeriam. Mas o Criador diz a eles: embora seja assim que vocês ganham a vida, vocês não podem trabalhar no sétimo ano. Isso pode ser um grande problema para eles, porque se você não trabalhar no sétimo ano, você certamente não terá comida no oitavo ano, e então a comida não virá até o nono ano, porque vocês terão que trabalhar todo o oitavo ano.

Mas o Criador diz a eles que não se preocupem, porque, milagrosamente, eles terão comida. Relacionando isso com nossas vidas hoje, seria como se o Criador viesse até você e dissesse: em qualquer negócio que você esteja, o que quer que esteja fazendo, pare de trabalhar por três anos, mas você, ainda assim, terá milagrosamente sustento. Quem seria capaz de fazer isso?

Rav Ashlag fala de um conceito chamado emunah lemala min hada'at, certeza além da lógica. Quando a maioria das pessoas pensa em certeza, tem alguma base na realidade. Entretanto, emunah lemala min hada'at, certeza além da lógica, é quando todas as indicações físicas lhe dizem uma coisa e você empurra sua certeza para o oposto. Há certeza no âmbito da lógica, por exemplo. Ou seja, estou fazendo algo e isso faz sentido. Provavelmente funcionará, mas de qualquer forma eu vou trazer certeza para que isso aconteça. Mas isso não é certeza além da lógica.

A certeza além da lógica é quando todos os indicadores físicos lhe dizem que algo não vai acontecer e, ainda assim, você desperta sua certeza de que isso acontecerá. Esse é o tipo de certeza que o processo de shmitah deveria trazer. Através disso, o Criador está nos dizendo que se quisermos chegar ao propósito para o qual nossa alma veio a este mundo e elevar-se para onde precisamos estar, temos que estar constantemente fazendo ações que nos levem à certeza além da lógica.

Todo o propósito de shmitah, todo o segredo deste ensinamento, não é sobre a terra ou sobre o trabalho na terra. Fisicamente, não há dinheiro ou comida entrando - o negócio está fechado, a terra não está sendo trabalhada, e logicamente achamos que nada virá disso e passaremos fome. Shmitah, portanto, é sobre um indivíduo, nós, empurrando-nos para esta certeza além da lógica, empurrando-nos, neste caso, para sermos capazes de manter a certeza completa além da lógica de que haverá sustento.

Todos nós que estudamos no  ouvimos falar de certeza. Nós sabemos a importância da certeza: se você quer atrair a Luz do Criador, você tem que despertar a certeza. Nós vemos isso como uma ferramenta dentre todo o trabalho espiritual que fazemos. Fazemos ações de compartilhar, nós nos conectamos com o Zohar, oramos, conectamos com o Shabat, e temos certeza. A certeza é uma das ferramentas que usamos para nos conectar com a Luz do Criador. Mas isso é um grande erro.

Rav Ashlag ensina  - e esta é a compreensão fundamental que esperamos mudar e incorporar neste Shabat - que o único propósito de tudo o que fazemos, o único propósito pelo qual viemos a este mundo, o único propósito de nosso trabalho espiritual, é uma coisa: crescer em nossa certeza além da lógica. É só isso.

Ele usa uma linda parábola que diz que é como se vivêssemos em uma pequena aldeia que está sendo atacada o tempo todo. E podemos ver o palácio do rei, a Luz do Criador, de onde estamos. Mas entre onde estamos e o palácio do rei há um enorme oceano tempestuoso, com ondas muito altas. Algumas pessoas tentam atravessar o oceano para ver o palácio do rei, mas todos se afogam. No entanto, há apenas uma pequena ponte que leva da aldeia onde vivemos até o palácio do rei; do mundo do Desejo de Receber para Si Mesmo para o mundo da Luz do Criador. E essa ponte, diz Rav Ashlag, a única ponte que pode levá-lo até lá, é emunah lemala min hada'at, certeza além da lógica.

Não há outra maneira de atravessar. Alguém pode ser a pessoa mais justa do mundo, pode fazer ações de compartilhar todo dia e toda noite, ele pode se conectar com o Zohar o dia todo e a noite toda, mas se ele não tiver certeza ou se tiver apenas um pouco de certeza, nunca vai atravessar o oceano. Sabemos que é um oceano difícil, mas achamos que se construirmos ações suficientes de conexão, ações suficientes de compartilhar, ações suficientes de oração, de ler o suficiente do Zohar, esse barco nos levará para o outro lado. Mas nunca nos levará! 

E agora entendemos que é disso que se trata a vida. Ter momentos em que a lógica diz uma coisa, mas você diz: Não! Estou empurrando minha consciência agora para a certeza além da lógica. Por quê? Porque essa é a única razão pela qual estou neste mundo. Eu posso ser a pessoa mais espiritual do mundo, mas se a minha certeza além da lógica não estiver crescendo, não vou ultrapassar essa ponte para conectar-me com a Luz do Criador.

Tudo o que fazemos, todo o trabalho espiritual, todo o estudo espiritual, todas as ações de compartilhar, todas as conexões que fazemos, são para um propósito: nos dar força para nos empenharmos em  ter a certeza além da lógica. Há apenas uma pequena ponte que pode nos levar de onde estamos para o palácio do rei, e isso é certeza além da lógica. E, portanto, esse tem que ser o foco singular e completo de nosso trabalho espiritual. É uma oportunidade tremendamente empolgante que temos neste Shabat. Tudo o que fazemos, todo o nosso trabalho espiritual, é nos levar à certeza além da lógica. E b'zrat Hashem, todos nós podemos merecer, em qualquer grau que pudermos, para fortalecê-la e cultivá-la.

Mas o mais importante: precisamos entender realmente que isso é tudo. Temos que aproveitar essas oportunidades. Há apenas uma ponte entre a aldeia problemática em que vivemos e o palácio do rei, a Luz do Criador, e essa ponte é certeza além da lógica.

 

→ clique aqui para ler outros artigos de Michael Berg