Acendendo a Faísca Interna do Criador | por Karen Berg

Nesta semana, o poder de sermos criadores em nossas vidas e tornar nossos sonhos realidade está ativado, talvez mais do que nunca.

Quando uma criança nasce neste mundo, a primeira parte que sai do ventre é a cabeça. É a cabeça que primeiro vê a luz. A cabeça representa o “ego” de uma criança. É esta energia do “eu” que respira primeiro. É dito que a mão de uma criança é apertada ao nascer, também indicando o Desejo de Receber. Desde o momento que nascemos, muita de nossa energia é sobre receber. Esta é uma bela concepção do Criador. Pois nós somos feitos para sermos recebedores, a fim de adquirir todo o amor e beneficência que o Criador deseja transmitir para nós.

À medida que crescemos, fisica e espiritualmente, aprendemos que o  Desejo de Receber não pode ser a única qualidade que iremos manter na vida. À medida que amadurecemos, aprendemos que não podemos continuar a nos comportar como crianças para sempre.  Apesar da idade adulta exigir que mudemos, nós aproveitamos esta profunda oportunidade para amadurecer. Quando finalmente chegamos à idade adulta, podemos criar para nós mesmos vidas incríveis e gratificantes. Nós podemos nos tornar inventores, artesãos, estudiosos, empresários - os senhores de nossos próprios destinos. Finalmente, muitos de nós até se tornam pais, criando uma nova vida que irá dar seu primeiro sopro neste imenso mundo.

Este é o processo da vida. Percebemos que o Desejo de Receber só consegue nos levar até um certo ponto. É o Desejo de Compartilhar e dar que paradoxalmente nos proporciona a satisfação que realmente procuramos, e a vida que desejamos viver. É quando estamos pensando nos outros e querendo dar ao mundo que somos capazes de nos tornar grandes líderes, empresários, pais e mães - a melhor versão de nós mesmos, que nossos corações verdadeiramente sonham.

Nesta semana, estamos às portas do início de um ano novo. No final da semana, a Lua Nova de Áries aflora, anunciando o início de um novo ano astrológico e assim, um novo ciclo começa para todos nós. Isto, por si só, já nos indica que esta semana é uma oportunidade de nascer de novo. Nos é dado um grande presente, e a oportunidade de criar em nossas vidas a magia que pode somente ser conseguida quando nos tornamos seres que compartilham, os quais estamos destinados a ser.

Não é coincidência que a porção desta semana é Vayikra. Quando as crianças estudam a Torah, Vayikra é a primeira porção que ensinamos a elas. Esperamos que as lições simples, porém profundas desta porção, fiquem com as crianças por todas suas vidas. Vayikra é também o primeiro capítulo do novo livro da Torah, conhecido como Levítico. Nele aprendemos os sacrifícios que os Israelitas oferecem ao Tabernáculo a fim de se purificarem. Sacrifícios estes que removem egoísmo e finalmente permitem a eles se aproximarem do Criador. Com a presença de Deus habitando com eles no Tabernáculo, os Israelitas fazem agora sua jornada para se unirem ao Criador. Os sacrifícios e ofertas dos Israelitas removem o ego e o Desejo de Receber, transformando os Israelitas em seres que compartilham. Quando os Israelitas se desenvolveram e amadureceram neste caminho, eles foram capazes de se unir, cada vez mais, com a energia de compartilhar do Criador. Nesta semana, também nos é dada esta assistência para sacrificarmos nosso ego e comportamentos egoístas, abrindo caminho para a vida que desejamos viver de todo o coração.

Com o início de um ano novo se aproximando ao final desta semana, nós somos capazes de respirar com frescor, e de nos energizar em tudo o que for possível neste ano astrológico que temos pela frente. Todos os nossos sonhos e desejos começam a desabrochar, e o florescer de nossas vidas  acontece. Nós só precisamos estar abertos para entender que a vida que verdadeiramente desejamos não é uma vida que vivemos como crianças, mas como poderosos adultos que apoiam outros. Prover, se preocupar e dar aos outros é o que nós perceberemos que nos traz mais alegria e verdadeira satisfação. Tudo o que precisamos fazer, para adentrar esta nova porta, é estarmos dispostos a deixar nosso “ego pequeno”, que se envolve somente com nossas próprias necessidades. Pois dentro de nós está um gigante adormecido que é a faísca do Criador. Esta faísca do Criador contém nosso mais profundo desejo de nos tornar seres que doam, proporcionam, criam e conquistam neste mundo; não seres que pegam tudo para si e pensam somente em seu próprio bem estar. É esta jornada em direção à vida adulta e à maturidade que estamos destinados a ter. Ela nos fornece as respostas de como podemos realizar nossos sonhos.

Nesta semana, em suas meditações, volte ao tempo em que era uma criança. Revisite sua criança interior. Pode ser doloroso, mas esteja aberto a voltar uma última vez para esta época de sua vida. Sinta como era ser você naquela época. Abençoe esta criança. Diga a ele ou ela para não se preocupar. Assegure a ele ou ela que tudo ficará bem. Visualize seu ser adulto abraçando esta criança e dando seu amor a ele ou ela. Sussurre em seu ouvido que há uma vida linda esperando por ela. Que a estrada que está à frente dela pode ser algumas vezes desafiadora, mas no final do caminho existe grande felicidade e alegria. Respire profundamente mais uma vez. Peça ao Universo, que esta semana lhes dê o apoio para fazer as mudanças que precisa, a fim de crescer e alcançar o próximo nível. Peça à Luz para abrir seu coração. Peça à Luz para ajudá-lo a compartilhar mais, dar mais e dar os passos para se tornar o líder e o sustentador dos sonhos de sua alma.

Nesta semana, nós acendemos o Criador interno para manifestar as vidas que estamos destinados a ter. Nós renascemos. Mesmo não sendo mais crianças, a cada ano, nesta época nos é dado o profundo poder e presente para renovarmos nossas vidas. Se quisermos, podemos nos comprometer novamente com o caminho da espiritualidade, e nos empenhar em acordar Deus dentro de nossos corações. Pois é quando esta faísca divina brilha livremente, que nós realmente começamos a viver.

→ clique aqui para ler outros artigos de Karen Berg

 

Nesta semana, o poder de sermos criadores em nossas vidas e tornar nossos sonhos realidade está ativado, talvez mais do que nunca.

Quando uma criança nasce neste mundo, a primeira parte que sai do ventre é a cabeça. É a cabeça que primeiro vê a luz. A cabeça representa o “ego” de uma criança. É esta energia do “eu” que respira primeiro. É dito que a mão de uma criança é apertada ao nascer, também indicando o Desejo de Receber. Desde o momento que nascemos, muita de nossa energia é sobre receber. Esta é uma bela concepção do Criador. Pois nós somos feitos para sermos recebedores, a fim de adquirir todo o amor e beneficência que o Criador deseja transmitir para nós.

À medida que crescemos, fisica e espiritualmente, aprendemos que o  Desejo de Receber não pode ser a única qualidade que iremos manter na vida. À medida que amadurecemos, aprendemos que não podemos continuar a nos comportar como crianças para sempre.  Apesar da idade adulta exigir que mudemos, nós aproveitamos esta profunda oportunidade para amadurecer. Quando finalmente chegamos à idade adulta, podemos criar para nós mesmos vidas incríveis e gratificantes. Nós podemos nos tornar inventores, artesãos, estudiosos, empresários - os senhores de nossos próprios destinos. Finalmente, muitos de nós até se tornam pais, criando uma nova vida que irá dar seu primeiro sopro neste imenso mundo.

Este é o processo da vida. Percebemos que o Desejo de Receber só consegue nos levar até um certo ponto. É o Desejo de Compartilhar e dar que paradoxalmente nos proporciona a satisfação que realmente procuramos, e a vida que desejamos viver. É quando estamos pensando nos outros e querendo dar ao mundo que somos capazes de nos tornar grandes líderes, empresários, pais e mães - a melhor versão de nós mesmos, que nossos corações verdadeiramente sonham.

Nesta semana, estamos às portas do início de um ano novo. No final da semana, a Lua Nova de Áries aflora, anunciando o início de um novo ano astrológico e assim, um novo ciclo começa para todos nós. Isto, por si só, já nos indica que esta semana é uma oportunidade de nascer de novo. Nos é dado um grande presente, e a oportunidade de criar em nossas vidas a magia que pode somente ser conseguida quando nos tornamos seres que compartilham, os quais estamos destinados a ser.

Não é coincidência que a porção desta semana é Vayikra. Quando as crianças estudam a Torah, Vayikra é a primeira porção que ensinamos a elas. Esperamos que as lições simples, porém profundas desta porção, fiquem com as crianças por todas suas vidas. Vayikra é também o primeiro capítulo do novo livro da Torah, conhecido como Levítico. Nele aprendemos os sacrifícios que os Israelitas oferecem ao Tabernáculo a fim de se purificarem. Sacrifícios estes que removem egoísmo e finalmente permitem a eles se aproximarem do Criador. Com a presença de Deus habitando com eles no Tabernáculo, os Israelitas fazem agora sua jornada para se unirem ao Criador. Os sacrifícios e ofertas dos Israelitas removem o ego e o Desejo de Receber, transformando os Israelitas em seres que compartilham. Quando os Israelitas se desenvolveram e amadureceram neste caminho, eles foram capazes de se unir, cada vez mais, com a energia de compartilhar do Criador. Nesta semana, também nos é dada esta assistência para sacrificarmos nosso ego e comportamentos egoístas, abrindo caminho para a vida que desejamos viver de todo o coração.

Com o início de um ano novo se aproximando ao final desta semana, nós somos capazes de respirar com frescor, e de nos energizar em tudo o que for possível neste ano astrológico que temos pela frente. Todos os nossos sonhos e desejos começam a desabrochar, e o florescer de nossas vidas  acontece. Nós só precisamos estar abertos para entender que a vida que verdadeiramente desejamos não é uma vida que vivemos como crianças, mas como poderosos adultos que apoiam outros. Prover, se preocupar e dar aos outros é o que nós perceberemos que nos traz mais alegria e verdadeira satisfação. Tudo o que precisamos fazer, para adentrar esta nova porta, é estarmos dispostos a deixar nosso “ego pequeno”, que se envolve somente com nossas próprias necessidades. Pois dentro de nós está um gigante adormecido que é a faísca do Criador. Esta faísca do Criador contém nosso mais profundo desejo de nos tornar seres que doam, proporcionam, criam e conquistam neste mundo; não seres que pegam tudo para si e pensam somente em seu próprio bem estar. É esta jornada em direção à vida adulta e à maturidade que estamos destinados a ter. Ela nos fornece as respostas de como podemos realizar nossos sonhos.

Nesta semana, em suas meditações, volte ao tempo em que era uma criança. Revisite sua criança interior. Pode ser doloroso, mas esteja aberto a voltar uma última vez para esta época de sua vida. Sinta como era ser você naquela época. Abençoe esta criança. Diga a ele ou ela para não se preocupar. Assegure a ele ou ela que tudo ficará bem. Visualize seu ser adulto abraçando esta criança e dando seu amor a ele ou ela. Sussurre em seu ouvido que há uma vida linda esperando por ela. Que a estrada que está à frente dela pode ser algumas vezes desafiadora, mas no final do caminho existe grande felicidade e alegria. Respire profundamente mais uma vez. Peça ao Universo, que esta semana lhes dê o apoio para fazer as mudanças que precisa, a fim de crescer e alcançar o próximo nível. Peça à Luz para abrir seu coração. Peça à Luz para ajudá-lo a compartilhar mais, dar mais e dar os passos para se tornar o líder e o sustentador dos sonhos de sua alma.

Nesta semana, nós acendemos o Criador interno para manifestar as vidas que estamos destinados a ter. Nós renascemos. Mesmo não sendo mais crianças, a cada ano, nesta época nos é dado o profundo poder e presente para renovarmos nossas vidas. Se quisermos, podemos nos comprometer novamente com o caminho da espiritualidade, e nos empenhar em acordar Deus dentro de nossos corações. Pois é quando esta faísca divina brilha livremente, que nós realmente começamos a viver.

→ clique aqui para ler outros artigos de Karen Berg